255023

A arquitetura corporativa como extensão de sua fachada comercial

Ao longo do tempo, a arquitetura cumpriu a função de comunicar valores de uma época e de determinadas instituições. Com os movimentos artísticos sempre em mudança, a arquitetura também mudou e diversificou o seu estilo, até chegar no chamado modernismo.
Há décadas as grandes corporações se valem da arquitetura para comunicar valores e ideias. Um ponto forte disso está em priorizar a fachada dos empreendimentos corporativos. Afinal, a imagem da empresa começa pela porta da frente.

A percepção do público

Você já parou na frente da fachada de alguma empresa com a qual se identifica e perguntou-se: o que exatamente ela comunica? Geralmente, há pequenos indícios. São detalhes, ornamentos, cores e outros aspectos que fazem com que uma fachada se destaque das demais.
Mas esses detalhes nunca são acidentais. A fachada de uma corporação, quando bem pensada arquitetonicamente, pode mesmo ser capaz de transmitir a sensação de credibilidade e competência.

Para além da estética

Além de um objeto meramente estético, a fachada comercial tem outras funções. Quando se estuda os elementos aplicados nela, esta desempenha papel integrante para alcançar resultados positivos para a empresa.
Assim como um cartão de visitas, serve como o primeiro contato físico entre o cliente e a empresa. Por isso, tem que se dar muita atenção a imagem que se passa através dela.
Alguns dos erros mais comuns que se pode cometer ao arquitetar uma fachada comercial são:

  • deixar de considerar as mensagens que ela comunica;
  • não priorizar a originalidade de suas formas;
  • esquecer de verificar se nela estão embutidos os valores da marca.

Em suma, o principal erro é tratar a fachada como ornamento e não como imagem da empresa.

Como compor uma boa fachada

A fachada da empresa não pode ser considerada uma mera parede, com uma porta no meio. Procure encarar a fachada como um portal pelo qual os clientes vão sentir o desejo de passar. Confira a seguir quatro dicas para criar uma fachada de acordo com a identidade visual de sua empresa.

Cores

Na questão das cores, é preciso utilizar aquelas que estão presentes na sua marca. Se as cores da marca forem extremamente vibrantes, usar tons mais claros podem ser uma solução viável.

Material

Dê preferência aos materiais que estão em tendência, especialmente a combinação deles. Madeira, espelho, vidro, superfícies de metal e pedras são alguns elementos que fazem combinações interessantes e passam a ideia de competência e modernidade.

Comunicação

Privilegie o nome da empresa, oferecendo-lhe destaque. Por isso, evite usar formas circulares ou em grande número, porque fazem com que se percam um pouco do ar moderno.

Iluminação

Especialmente à noite, não se pode deixar de ter uma iluminação em sua fachada. Estude as cores com que vai trabalhar com as luzes. Lembre-se: jogar pequenos jatos de luz neutra não é uma boa estratégia.

Gostaria de por em prática o projeto de Comunicação Visual para sua empresa?
Veja em nossa galeria os projetos que já realizamos para nossos clientes e entre em contato!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *